• 43 3461-3332
  • 43 99613-8338
Aviso X
Desculpe, infelizmente ocorreu um erro.

0

Meu carrinho R$ 0,00
R$ 0,00
Que pena!

Ainda não há itens em seu carrinho.

Filtros
Preço
Marca
Tamanho

CORREIAS, ESPORAS E ROSETAS

As esporas são utensílios de metal que se encaixam nos calcanhares das botas presas por correias que são geralmente feitas em couro, usadas para doma, cavalgada ou esporte com cavalos e servem para pressionar os costados do animal reafirmando o toque da perna com intuito de auxiliar a condução e direcionamento dados pelas rédeas, atuando como um comando extra. O primeiro modelo que se tem conhecimento não possuía roseta somente uma ponta de ferro. As esporas mais modernas já são compostas por corpo da espora (encaixe no calcanhar), cão ou cachorro (prolongamento central) e roseta. Essas três combinações podem variar de muitas formas dependendo de qual a sua necessidade e experiência. Uma característica básica que temos que avaliar na hora da compra é o tamanho do cão, pois pessoas de estatura baixa ou crianças devem escolher cão bem curtos para que não toquem a todo tempo no costado do animal, pessoas de estatura mediana devem escolher um cão de tamanho médio, já pessoas altas com perna compridas requerem esporas com o cão mais comprido para que consiga alcançar o animal com menos dificuldade. Com relação as rosetas quando temos cavalos com bastante sensibilidade os comandos têm que ser mais discretos, então devemos escolher as menos severas por exemplo de flor, trevo, dentes curtos e pontas rombas. Já para animais menos sensíveis devemos escolher rosetas que imprimem maior pressão, rosetas com dentes um pouco maiores. Os materiais com que são feitas as esporas e rosetas podem variar muito entre modelos comerciais em ferro, latão e inox, e outras que são praticamente uma joia podendo ser de prata e até ouro. Esses modelos americanos e alguns mexicanos servem para todos os tipos de cavalos como quarto de milha, crioulo, manga larga marchador e muares.

CORREIAS, ESPORAS E ROSETAS

As esporas são utensílios de metal que se encaixam nos calcanhares das botas presas por correias que são geralmente feitas em couro, usadas para doma, cavalgada ou esporte com cavalos e servem para pressionar os costados do animal reafirmando o toque da perna com intuito de auxiliar a condução e direcionamento dados pelas rédeas, atuando como um comando extra. O primeiro modelo que se tem conhecimento não possuía roseta somente uma ponta de ferro. As esporas mais modernas já são compostas por corpo da espora (encaixe no calcanhar), cão ou cachorro (prolongamento central) e roseta. Essas três combinações podem variar de muitas formas dependendo de qual a sua necessidade e experiência. Uma característica básica que temos que avaliar na hora da compra é o tamanho do cão, pois pessoas de estatura baixa ou crianças devem escolher cão bem curtos para que não toquem a todo tempo no costado do animal, pessoas de estatura mediana devem escolher um cão de tamanho médio, já pessoas altas com perna compridas requerem esporas com o cão mais comprido para que consiga alcançar o animal com menos dificuldade. Com relação as rosetas quando temos cavalos com bastante sensibilidade os comandos têm que ser mais discretos, então devemos escolher as menos severas por exemplo de flor, trevo, dentes curtos e pontas rombas. Já para animais menos sensíveis devemos escolher rosetas que imprimem maior pressão, rosetas com dentes um pouco maiores. Os materiais com que são feitas as esporas e rosetas podem variar muito entre modelos comerciais em ferro, latão e inox, e outras que são praticamente uma joia podendo ser de prata e até ouro. Esses modelos americanos e alguns mexicanos servem para todos os tipos de cavalos como quarto de milha, crioulo, manga larga marchador e muares.